Blog

Início

Blog

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Landing Page: guia definitivo das páginas de conversão

Landing Page - Vetor de landing page no computador com referências de fotografia, paleta de cores, configurações, escrita, vídeo e outros em ícone brancos ao redor - Agência 3GRAUS

O termo Landing Page originalmente definia toda página que um usuário acessava para entrar em um site. Tanto que, se você utiliza o Google Analytics em inglês, uma das dimensões de comportamento apresentadas é “Landing Pages”, que na versão em português da ferramenta é substituída por “Páginas de Destino”.

Em geral, essas páginas contém muito menos elementos e links do que a homepage de um site normal. Desse modo, isso é feito propositalmente: depois de conseguir levar um visitante para uma Landing Page, seu único objetivo com ele deve ser conseguir a conversão. Além disso, diversas ferramentas que ajudam você a criar Landing Pages profissionais, com excelentes taxas de conversão e que se encaixam em praticamente qualquer contexto.

A ideia aqui é não reinventar a roda: dependendo da oferta – principalmente se é uma oferta que sua empresa pode promover de forma recorrente, como materiais educativos – utilizar uma ferramenta ajuda em muito o ganho de produtividade de todo o time.

OS 4 PRINCIPAIS ELEMENTOS DE UMA LANDING PAGE DE SUCESSO
Título e subtítulo

Um dado divulgado pelo Copyblogger, site referência em copywriting, diz que 8 em cada 10 pessoas que chegam a uma página só leem o cabeçalho. Somente 2 em cada 10 lerão o restante da página. Levando esse dado em consideração, percebemos que os principais elementos de uma página, de fato, são o título e o subtítulo.

Sendo assim, isso significa que esses elementos devem transmitir de maneira clara e direta a proposta de valor da sua oferta, de forma que, quando um visitante chegar à página, ele pense: “que oferta interessante, talvez seja disso que estou precisando, vou ler o restante da página”.

Imagem

Já diz a sabedoria popular que “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Assim como uma boa imagem, que reflete bem a proposta de valor da oferta e ajuda na conversão, uma imagem genérica ou que vá contra aquilo que é proposto pelos textos pode atrapalhá-la. Use uma imagem que reflita a sua oferta. No caso de softwares ou ofertas de produtos que possam ser mostradas de alguma forma, opte por fazê-lo.

Mostre telas do software e partes do webinar/e-book para transmitir credibilidade sobre a oferta. Em grande parte dos casos, uma página de conversão precisará de mais descrições sobre a oferta para conseguir vender bem a ideia, eliminar pontos de dúvidas e alinhar expectativas. Nesses casos, costumamos seguir algumas boas práticas:

  • Use bullet points;
  • Escreva fragmentos ou sentenças curtas, que sejam possíveis de ler com facilidade;
  • Escolha de 3 a 5 itens mais importantes, sem usar blocos muito longos de texto;
  • Destaque termos relevantes em negrito;
  • Fale de benefícios, não de funcionalidades.

Em casos onde a oferta é complexa e precisa de mais explicações, você também pode usar outros elementos, como vídeos explicativos ou uma prévia do material, usando uma apresentação incorporada do SlideShare.

Formulário

O formulário é onde acontecerá a conversão. Sendo assim, é importante pensar sempre que deve existir um balanço entre algumas variáveis, tais como o número de informações requeridas e o número de Leads que será obtido. Não é regra, mas em geral, quanto mais informações, menor a taxa de conversão.

Coloque no formulário as informações que você precisa coletar dos leads. Isso vai fazer muita diferença na hora de passar o Lead do marketing para vendas.

Outros elementos

Até agora falamos sobre títulos, imagens, descrições e formulário. Esses são os elementos que consideramos essenciais e que resolvem muito bem grande parte dos casos.

DICAS

Direcione o olhar do visitante: use outros tipos de direcionamentos no site, como setas ou uma imagem de alguém olhando para o formulário. O olho humano costuma seguir esses indicativos e isso pode influenciar na conversão.

Prova social: coloque evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Como as pessoas tendem a acessar um material que outras já recomendaram, a prova social pode ser um caminho para aumentar as conversões.

Senso de urgência: acrescente na Landing Page quanto tempo falta para uma oferta expirar para estimular o visitante indeciso a agir mais rápido. Portanto, é comum ver essa estratégia em sites de compras coletivas, que adicionam um cronômetro contando os minutos para o fim daquela oferta, ou sites de reservas de hotéis, que mostra quantos quartos estão livres no momento.

LGPD: Esteja com conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para não ter problemas com os leads mais tarde.

Quer ter uma Landing Page para sua empresa? Entre em contato conosco e solicite seu orçamento!

O termo Landing Page originalmente definia toda página que um usuário acessava para entrar em um site. Tanto que, se você utiliza o Google Analytics em inglês, uma das dimensões de comportamento apresentadas é “Landing Pages”, que na versão em português da ferramenta é substituída por “Páginas de Destino”.

Em geral, essas páginas contém muito menos elementos e links do que a homepage de um site normal. Desse modo, isso é feito propositalmente: depois de conseguir levar um visitante para uma Landing Page, seu único objetivo com ele deve ser conseguir a conversão. Além disso, diversas ferramentas que ajudam você a criar Landing Pages profissionais, com excelentes taxas de conversão e que se encaixam em praticamente qualquer contexto.

A ideia aqui é não reinventar a roda: dependendo da oferta – principalmente se é uma oferta que sua empresa pode promover de forma recorrente, como materiais educativos – utilizar uma ferramenta ajuda em muito o ganho de produtividade de todo o time.

OS 4 PRINCIPAIS ELEMENTOS DE UMA LANDING PAGE DE SUCESSO
Título e subtítulo

Um dado divulgado pelo Copyblogger, site referência em copywriting, diz que 8 em cada 10 pessoas que chegam a uma página só leem o cabeçalho. Somente 2 em cada 10 lerão o restante da página. Levando esse dado em consideração, percebemos que os principais elementos de uma página, de fato, são o título e o subtítulo.

Sendo assim, isso significa que esses elementos devem transmitir de maneira clara e direta a proposta de valor da sua oferta, de forma que, quando um visitante chegar à página, ele pense: “que oferta interessante, talvez seja disso que estou precisando, vou ler o restante da página”.

Imagem

Já diz a sabedoria popular que “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Assim como uma boa imagem, que reflete bem a proposta de valor da oferta e ajuda na conversão, uma imagem genérica ou que vá contra aquilo que é proposto pelos textos pode atrapalhá-la. Use uma imagem que reflita a sua oferta. No caso de softwares ou ofertas de produtos que possam ser mostradas de alguma forma, opte por fazê-lo.

Mostre telas do software e partes do webinar/e-book para transmitir credibilidade sobre a oferta. Em grande parte dos casos, uma página de conversão precisará de mais descrições sobre a oferta para conseguir vender bem a ideia, eliminar pontos de dúvidas e alinhar expectativas. Nesses casos, costumamos seguir algumas boas práticas:

  • Use bullet points;
  • Escreva fragmentos ou sentenças curtas, que sejam possíveis de ler com facilidade;
  • Escolha de 3 a 5 itens mais importantes, sem usar blocos muito longos de texto;
  • Destaque termos relevantes em negrito;
  • Fale de benefícios, não de funcionalidades.

Em casos onde a oferta é complexa e precisa de mais explicações, você também pode usar outros elementos, como vídeos explicativos ou uma prévia do material, usando uma apresentação incorporada do SlideShare.

Formulário

O formulário é onde acontecerá a conversão. Sendo assim, é importante pensar sempre que deve existir um balanço entre algumas variáveis, tais como o número de informações requeridas e o número de Leads que será obtido. Não é regra, mas em geral, quanto mais informações, menor a taxa de conversão.

Coloque no formulário as informações que você precisa coletar dos leads. Isso vai fazer muita diferença na hora de passar o Lead do marketing para vendas.

Outros elementos

Até agora falamos sobre títulos, imagens, descrições e formulário. Esses são os elementos que consideramos essenciais e que resolvem muito bem grande parte dos casos.

DICAS

Direcione o olhar do visitante: use outros tipos de direcionamentos no site, como setas ou uma imagem de alguém olhando para o formulário. O olho humano costuma seguir esses indicativos e isso pode influenciar na conversão.

Prova social: coloque evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Como as pessoas tendem a acessar um material que outras já recomendaram, a prova social pode ser um caminho para aumentar as conversões.

Senso de urgência: acrescente na Landing Page quanto tempo falta para uma oferta expirar para estimular o visitante indeciso a agir mais rápido. Portanto, é comum ver essa estratégia em sites de compras coletivas, que adicionam um cronômetro contando os minutos para o fim daquela oferta, ou sites de reservas de hotéis, que mostra quantos quartos estão livres no momento.

LGPD: Esteja com conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para não ter problemas com os leads mais tarde.

Quer ter uma Landing Page para sua empresa? Entre em contato conosco e solicite seu orçamento!

O termo Landing Page originalmente definia toda página que um usuário acessava para entrar em um site. Tanto que, se você utiliza o Google Analytics em inglês, uma das dimensões de comportamento apresentadas é “Landing Pages”, que na versão em português da ferramenta é substituída por “Páginas de Destino”.

Em geral, essas páginas contém muito menos elementos e links do que a homepage de um site normal. Desse modo, isso é feito propositalmente: depois de conseguir levar um visitante para uma Landing Page, seu único objetivo com ele deve ser conseguir a conversão. Além disso, diversas ferramentas que ajudam você a criar Landing Pages profissionais, com excelentes taxas de conversão e que se encaixam em praticamente qualquer contexto.

A ideia aqui é não reinventar a roda: dependendo da oferta – principalmente se é uma oferta que sua empresa pode promover de forma recorrente, como materiais educativos – utilizar uma ferramenta ajuda em muito o ganho de produtividade de todo o time.

OS 4 PRINCIPAIS ELEMENTOS DE UMA LANDING PAGE DE SUCESSO
Título e subtítulo

Um dado divulgado pelo Copyblogger, site referência em copywriting, diz que 8 em cada 10 pessoas que chegam a uma página só leem o cabeçalho. Somente 2 em cada 10 lerão o restante da página. Levando esse dado em consideração, percebemos que os principais elementos de uma página, de fato, são o título e o subtítulo.

Sendo assim, isso significa que esses elementos devem transmitir de maneira clara e direta a proposta de valor da sua oferta, de forma que, quando um visitante chegar à página, ele pense: “que oferta interessante, talvez seja disso que estou precisando, vou ler o restante da página”.

Imagem

Já diz a sabedoria popular que “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Assim como uma boa imagem, que reflete bem a proposta de valor da oferta e ajuda na conversão, uma imagem genérica ou que vá contra aquilo que é proposto pelos textos pode atrapalhá-la. Use uma imagem que reflita a sua oferta. No caso de softwares ou ofertas de produtos que possam ser mostradas de alguma forma, opte por fazê-lo.

Mostre telas do software e partes do webinar/e-book para transmitir credibilidade sobre a oferta. Em grande parte dos casos, uma página de conversão precisará de mais descrições sobre a oferta para conseguir vender bem a ideia, eliminar pontos de dúvidas e alinhar expectativas. Nesses casos, costumamos seguir algumas boas práticas:

  • Use bullet points;
  • Escreva fragmentos ou sentenças curtas, que sejam possíveis de ler com facilidade;
  • Escolha de 3 a 5 itens mais importantes, sem usar blocos muito longos de texto;
  • Destaque termos relevantes em negrito;
  • Fale de benefícios, não de funcionalidades.

Em casos onde a oferta é complexa e precisa de mais explicações, você também pode usar outros elementos, como vídeos explicativos ou uma prévia do material, usando uma apresentação incorporada do SlideShare.

Formulário

O formulário é onde acontecerá a conversão. Sendo assim, é importante pensar sempre que deve existir um balanço entre algumas variáveis, tais como o número de informações requeridas e o número de Leads que será obtido. Não é regra, mas em geral, quanto mais informações, menor a taxa de conversão.

Coloque no formulário as informações que você precisa coletar dos leads. Isso vai fazer muita diferença na hora de passar o Lead do marketing para vendas.

Outros elementos

Até agora falamos sobre títulos, imagens, descrições e formulário. Esses são os elementos que consideramos essenciais e que resolvem muito bem grande parte dos casos.

DICAS

Direcione o olhar do visitante: use outros tipos de direcionamentos no site, como setas ou uma imagem de alguém olhando para o formulário. O olho humano costuma seguir esses indicativos e isso pode influenciar na conversão.

Prova social: coloque evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Como as pessoas tendem a acessar um material que outras já recomendaram, a prova social pode ser um caminho para aumentar as conversões.

Senso de urgência: acrescente na Landing Page quanto tempo falta para uma oferta expirar para estimular o visitante indeciso a agir mais rápido. Portanto, é comum ver essa estratégia em sites de compras coletivas, que adicionam um cronômetro contando os minutos para o fim daquela oferta, ou sites de reservas de hotéis, que mostra quantos quartos estão livres no momento.

LGPD: Esteja com conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para não ter problemas com os leads mais tarde.

Quer ter uma Landing Page para sua empresa? Entre em contato conosco e solicite seu orçamento!

Blogs Recentes

WhatsApp

Esse site utiliza Cookies. Ao continuar a navegar no site, você aceita a utilização dos cookies. Saiba mais sobre a Política de privacidade.